O que significa liderar?

reuniao de lider

A maioria dos líderes que conheço reclamam da equipa que têm.

Liderar pessoas é difícil, mas na maior parte dos casos, ou mesmo sempre, o maior desafio está no líder e não na equipa. Nunca procurem fora de vocês os culpados! Não se esqueçam que quando apontam o dedo a alguém estão 3 dedos a apontar para vocês.

Depois de lerem as frases anteriores, 50% dos leitores já abandonaram este artigo.

Admitir a responsabilidade sobre a equipa, sobre as suas ações e os seus resultados é muito difícil. As pessoas, na sua maioria, não estão preparadas para assumirem a propriedade daquilo que lhes acontece e, por isso, preferem encontrar desculpas e culpar os outros.
Deixem-me partilhar convosco que, na minha opinião, a capacidade de assumir a propriedade do que nos acontece, como sendo consequência das nossas escolhas, é um dos comportamentos que distingue os vencedores das vítimas, as pessoas que realmente têm sucesso na vida (mais sobre este tema no vídeo: O segredo do sucesso – dicas para ser um vencedor).

Os comportamentos da nossa equipa são um reflexo daquilo que são os nossos comportamentos e, acima de tudo, daquilo que aceitamos como tolerável.

Sejamos honestos, um líder tem o poder de recrutar, tem o poder de ensinar, tem o poder de encaminhar, tem o poder de influenciar, tem o poder de controlar, tem o poder de alertar. Mesmo assim pode dizer que não tem responsabilidade sobre os comportamentos menos bons da equipa? Pode reclamar dos outros, sem questionar o que poderá fazer melhor?

O que significa liderar?

Liderança é a arte de executar através dos outros, atraindo seguidores e influenciando de forma positiva mentalidades e comportamentos.

Para isso, o líder, deve assumir a responsabilidade de lhes dar objetivos claros, de definir com eles um plano para os orientar, controlar e medir os seus resultados, garantir que está tudo a correr conforme esperado e acompanhá-los em reflexões diárias e semanais para fazer os ajustes necessários na execução consistente do planeado, de forma a atingir os objetivos estabelecidos.

Dito assim parece muito simples, mas posso garantir-vos da minha experiência que este é um dos pontos mais desafiantes da gestão de empresas. Gerir equipas, significa lidar com pessoas, cada uma com as suas características, com as suas formas de ser, com diferentes formas de compreender.

Uma das características que um líder deve ter é ser um camaleão, sem nunca perder a sua integridade. O líder deve conseguir adaptar-se da melhor forma possível aos outros, deve conseguir encontrar o melhor perfil para lidar com cada elemento da sua equipa, em cada momento.

Um líder deve ser genuíno e autêntico. As pessoas entendem quando à sua frente está uma pessoa de plástico. Alguém que está a representar um papel e não está a ser verdadeiro é rapidamente posto de lado. Hoje, cada vez mais, os líderes são pessoas com sentimentos, com fraquezas. São pessoas que são capazes de ser persistentes e resilientes, mas que demonstram as suas vulnerabilidades.

Alguém que quer liderar uma equipa deve também ser um comunicador nato. Deve dominar muito bem a capacidade de contar histórias, de envolver as pessoas à volta do seu discurso, de ser inspirador. Na comunicação a responsabilidade é sempre do emissor e, por isso, ele tem que garantir que entrega a mensagem de forma que todos entendem. Muitas vezes tem que preparar a sua comunicação de várias formas diferentes, com o objetivo de abranger todos os intervenientes.

A comunicação nunca podemos esquecer que tem 2 papeis. O papel de falar de uma forma inspiradora, mas também o papel da escuta ativa. Um líder é alguém que ouve os outros com atenção. Alguém que quer genuinamente saber a opinião da sua equipa. Alguém que está pronto para ouvir as opiniões da equipa nos momentos de decisão. Sabendo, no entanto, que as empresas não são democracias, mas que podem ouvir os vários pontos dos colaboradores. Várias cabeças pensam melhor que uma.

Uma boa líderança está disponível para ouvir vozes de discórdia. Ele não procura pessoas que lhe digam que sim a tudo pois sabe que, são as pessoas que lhe dizem que não, que são aquelas que o podem fazer ver coisas que ainda não tinha visto antes.

Apesar de dar ouvidos aos seus colaboradores, um líder deve ter uma visão clara. Deve saber para onde vai de uma forma convicta. Deve conhecer o plano para lá chegar. Deve conseguir mostrar aos outros qual o caminho a seguir. Deve ser consistente ao longo do tempo. Não pode ser alguém que todos os dias muda de ideias. Não terá que ser teimoso, nem ter sempre razão, mas tem que ter os assuntos bem pensados e sistematizados para que as suas ideias sejam claras e objetivas. Deve passar para a equipa objetivos claros, mensuráveis e enquadrados no tempo. Deve passá-los à equipa e, através de uma constante prestação de contas, acompanhar a sua execução.

Através do seu discurso, uma boa liderança deve conseguir motivar as pessoas a acordarem todos os dias, a vestirem a camisola da empresa e a lutarem como se fosse delas. A visão e o propósito do líder devem ser contagiantes de forma a que todos os colaboradores passem a trabalhar por convicção. Na minha opinião a convicção é mais importante do que a motivação, pois enquanto a segunda depende diretamente do nível de energia (que depende de muitos fatores que eu não controlo), a convicção vem de dentro e só depende daquilo que eu penso e daquilo em que eu acredito. Quando a minha convicção é grande, nada me pode parar. E é esta convicção que um bom líder deve conseguir passar à sua equipa.

Liderar bem é saber delegar. Deve entender bem o conceito de alavancar na sua equipa. Deve entender que sem uma grande autonomia dos seus colaboradores vai ser sempre o limitador do crescimento. Ele aceita a autonomia dos seus colaboradores mas responsabilizando-os pelos seu resultados. Não lhes dá as respostas para os desafios que aparecem, mas fá-los pensar em várias soluções e nas vantagens e desvantagens de cada solução encontrada para que, de uma forma estruturada, consigam decidir os melhores caminhos.

A capacidade de liderança é muito abrangente e, por isso, é a capacidade mais bem paga do mundo. Quanto mais pessoas conseguirmos liderar, mais bem pagos seremos. A capacidade de liderar diretamente é limitada (para uns são 6, para outros 10, mas nunca muito mais que isso), por isso, teremos de crescer a nossa organização em pirâmide, através de lideranças intermédias que assegurem o controlo em cascata da organização.

Mas atenção que em organizações maiores, para assegurar a liderança, é fundamental mantermo-nos  como o guia. Temos de manter a nossa influência sobre todos, direta ou indiretamente.
Nunca nos podemos esquecer que a liderança é uma escolha do liderado. Ninguém se consegue impor como líder. As pessoas têm que ver no líder as características que eles gostariam de ter, alguém que eles querem seguir.

A equipa é sempre o espelho da liderança e por isso, enquanto líderes, não se demitam dessa responsabilidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *