Estilos de liderança: o que são e como diferenciá-los?

Estilos de Liderança

Existem vários estilos de liderança. Consegue reconhecer qual o seu estilo de liderança predominante?

Há muitos anos que trabalho com empresários ou líderes de equipas e praticamente todos têm um problema em comum! Sentem-se muito frustrados porque não conseguem gerir as pessoas à sua volta da melhor forma, querem controlar as suas equipas e sentem que eles não respondem da melhor forma. Sentem que cada pessoa é uma pessoa diferente e que não conseguem levar todos da mesma forma.

Para todos a minha resposta é semelhante, isso é normal! Não stress demasiado! Temos que ir aprendendo, mas nunca vamos ser perfeitos na adaptação aos outros. A diversidade do comportamento humano é infinita e, por isso, é impossível conseguirmo-nos adaptar da mesma forma a todos os outros.

Temos que aprender a ser camaleões, mas sem nunca perder a nossa integridade, a nossa essência. Temos que conseguir reconhecer a melhor forma de comunicar com cada pessoa, temos que nos conseguir adaptar e temos que nos fazer entender. Nunca podemos esquecer que a comunicação é sempre responsabilidade do emissor. Se o receptor não entende o que estamos a transmitir, teremos que refazer a mensagem até que ela se torne clara para quem a recebe.

Mas será que a tarefa de nos adaptarmos a cada situação é simples?

Claro que não. Quando nascemos vimos munidos de muitas ferramentas que nos podem ser úteis e outras que poderemos adquirir ao longo da nossa vida, mas é óbvio que não as sabemos usar todas a nosso favor. No nosso dia-a-dia, estamos tão concentrados em nós, no que temos que fazer e no queremos dizer, que esquecemo-nos de tirar o máximo partido dos outros e de garantir que a mensagem que estamos a passar é totalmente recebida e entendida.

Cada um tem, naturalmente, um perfil comportamental mais forte do que os outros. Porém, na verdade, quando bem trabalhado consegue fazer uso de outras características que todos temos, mas que podem estar menos treinadas. Quando não pensamos muito, acabamos por recorrer aos nossos comportamentos mais naturais, mas para conseguir lidar com a diversidade das pessoas temos que recorrer a movimentos mais conscientes, um pouco fora da nossa zona de conforte, que nos ajudarão a atingir melhor resultados.

Na liderança, cada pessoa tem um ou dois estilos de liderança a que recorre com mais facilidade. Mas, os estilos de liderança são inúmeros e têm vantagens diversas em diferentes situações. O segredo é conhecê-los, treiná-los e saber utilizá-los nas situações corretas.

1.Estilo autocrático

Dentro dos estilos de liderança, é um estilo em que é mandatório manter a obediência imediata, totalmente focado em ordens sem consultar ninguém. Este líder é muito duro com maus desempenhos, dá essencialmente feedback negativo. “Faça como lhe digo, não há discussão!” É normalmente um estilo bastante coercivo em que as pessoas se sentem amedrontadas.

Situações em que deve ser utilizado: em situações de crise. Em momentos em que as execuções têm de ser rápidas.

Desvantagens: pode criar revolta, resistência, sabotagem. Reduz a iniciativa, destrói o orgulho pelo bom desempenho e o sentido global de responsabilidade e autonomia.

 

2. Estilo democrático

Este é um dos estilos de liderança em que o mais importante é ter a concordância da equipa. Põe-se em primeiro lugar os interesses e sentimentos das pessoas. Promove a harmonia, a cooperação e o bom clima.

Situações em que deve ser utilizado: quando é necessário melhorar a comunicação, a moral, a confiança e os laços entre pessoas. Após mudanças dolorosas ou crises que provocaram grande instabilidade.

Desvantagens: pode passar imagem de indecisão, de orientação pouco clara e diminuir a orientação da equipa para os resultados. Pode criar situações de menor ambição.

 

3. Estilo marcador de ritmo

É um estilo de liderança em que o mais importante é liderar pelo exemplo. Fornece uma visão clara e diz “venham comigo”. O líder arregaça as mangas e leva o barco em frente, com a equipa a segui-lo.

Situações em que deve ser utilizado: quando as pessoas se sentem desorientadas e precisam de alguém que lhes mostre o caminho ou quando se pretende mobilizar a equipa em torno de um projeto.

Desvantagens: encoraja a total dependência em torno do líder, tornando-se muito cansativo ao fim de algum tempo. Pode suscitar hostilidade de outras pessoas dentro do grupo que tenham outras ideias ou objetivos de lutar pela liderança.

 

4. Estilo individualista

É um estilo de liderança em que o líder tem um bom desempenho e espera que os outros também correspondam ao mesmo nível de desempenho. O líder prefere trabalhar de forma individual e, quando delega as tarefas, fá-lo sem grande supervisão, pois assume que a equipa consegue cumprir as suas responsabilidades.

Quando os outros o desiludem acaba por ser ele mesmo a fazer as tarefas todas, pois não tem paciência para apoiar e ensinar os outros. Defende a teoria: “se queres que a tarefa fique bem-feita, fá-la tu mesmo”.

Situações em que deve ser utilizado: quando se lideram equipas já muito seniores, com grande capacidade de entrega e que não necessitam de grande apoio e supervisão.

Desvantagens: não há alinhamento na equipa. As pessoas sentem que lhes é exigido um alto nível de performance, mas que não são apoiadas pela sua chefia.

 

5. Estilo paternalista

Já este estilo de liderança que prima pelo suporte à equipa, no sentido de os apoiar em tudo o que precisam. O líder acompanha cada indivíduo no seu desenvolvimento pessoal, planeamento. Dá feedback de uma forma contínua e encara os erros como formas de aprendizagem.

Situações em que deve ser utilizado: quando o foco são os colaboradores e estes ainda precisam de suporte no seu desenvolvimento pessoal e profissional. Promove situações de boas relações pessoais na empresa.

Desvantagens: consome muito tempo do líder. Ele desfoca-se dos resultados da empresa, levando ao adiamento de algumas decisões que podem ser relevantes em prol do acompanhamento de perto da sua equipa.

 

6. Estilo visionário e inspirador

Neste caso, o mais importante é mostrar ideias arrojadas e transmiti-las de uma forma inspiradora. A comunicação é um ponto fundamental para este estilo de liderança, pois é crucial que toda a equipa se sinta totalmente envolvida pelo chefe.

Situações em que deve ser utilizado: em momentos de mudança, em que seja necessário unir a equipa à volta de uma ideia comum e de um objetivo de médio/longo prazo.

Desvantagens: este estilo de liderança cria sonhos e objetivos de médio/longo prazo, mas nem sempre cria resultados de curto prazo. Isto pode trazer problemas graves de manutenção de motivação constante na equipa.

 

Em suma, todos os estilos de liderança e perfis têm situações em que são úteis, mas também desvantagens. O melhor líder é aquele que está consciente da existência de vários perfis e que os consegue utilizar com destreza, aplicando cada um na situação correta.

Um líder terá sempre de ser um estudioso, alguém que está sempre atento, sempre disponível para se adaptar às exigências do meio envolvente. Um líder tem de entender cada indivíduo e cada situação com que trabalha e aplicar o melhor comportamento em cada situação.

Quer saber como ser um bom líder?

Saiba mais sobre o nosso Programa de Liderança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *